Os Diferentes Modos De Brincar Deixe um comentário

Quando vamos falar sobre uma criança que está brincando, ou vai brincar, parece algo simples e comum, que ocupa a maior parte das casas e famílias brasileiras, algo que já faz parte do cotidiano de quem convive ou já conviveu com uma criança, porém, é raro parar e refletir sobre tudo que cerca um simples brincar, tudo o que ela aprende com o que está envolvido, a importância deste ato simples e rotineiro.

Pois então, é sobre isso que venho aqui falar, o quão importante é o brincar na vida de uma criança, tanto em casa, na escola, com pais, amigos e ainda, o brincar que é utilizado como ferramenta de trabalho na análise de criança, o brincar da Ludoterapia.

A Importância das brincadeiras no cotidiano

Através da brincadeira a criança irá interagir e se expressar, irá aprender a lidar com o mundo que está a sua volta e acaba recriando algumas situações do seu cotidiano, desenvolvendo suas habilidades, criatividade, dentre tantas outras funções. A brincadeira é muito importante para a aprendizagem da criança, onde cada dia ela estará descobrindo e aprendendo coisas novas, sendo, portanto, fundamental para o desenvolvimento social e cognitivo.

O brincar é tão importante quanto se alimentar e descansar, pois, é assim que a criança estabelece relações e se relaciona, tem conhecimento dela mesmo e do mundo.

O lado adverso das brincadeiras

Mesmo sabendo da importância do brincar, hoje em dia encontramos algumas dificuldades, cada lugar do mundo tem sua cultura e com ela a sua maneira de brincar, mas que acabam se modificando com o passar do tempo e por diversos fatores, alguns deles como a violência das ruas, espaços menores para brincar, o surgimento de cada vez mais tecnologia, que nos inunda com informações o tempo todo.

Desta forma, é claro que a maneira com que as crianças brincavam sofreram modificações, pois atualmente, conseguem ter acesso facilmente a brinquedos eletrônicos, jogos prontos que já dizem o que as crianças devem fazer e desta maneira o papel destas crianças acabaram se modificando dentro da brincadeira, onde passaram de protagonistas para espectadoras.

Brinquedos manuais e suas funcionalidades

Por mais simples que seja, muitas crianças não sabem como brincar de forma que seja mais atrativa, de modo a ajudar em seu desenvolvimento, criatividade, aprendendo com maior facilidade a conviver e se relacionar com outras crianças.

O brinquedo em si é um suporte para a brincadeira e não um objeto determinante para tal, objetos simples e distintos, são muitas vezes utilizados pelas crianças que vão nomeá-los do modo em que preferir, utilizando de sua imaginação para dar sentido a tal brincadeira. É nesse brincar que se cria o universo simbólico, que vai representar a realidade da criança, na qual vão aprender a dividir, se relacionar, fazer descobertas juntas, podendo ainda, criar e modificar as regras, inventar novas situações, no qual, a criança terá liberdade em agir.

Desta maneira, o brincar é muito importante em diversas áreas e possui um grande significado dentro da Ludoterapia, que nada mais é, do que a psicoterapia para criança, por isso, venho explicar um pouco do que seria essa modalidade de atendimento, realizado por psicólogos no atendimento de crianças.

Psicologia aplicada no brincar

Com o passar dos anos, a teoria psicanalítica na qual baseia-se meu trabalho como psicóloga, começa a pesquisar e estudar mais o brincar, com a autora Melanie Klein que faz seu estudo no brincar de crianças pequenas. Neste brincar, a criança poderia demonstrar suas ansiedades e fantasias e este ato seria equivalente ao falar de um adulto, uma maneira de expressar simbolicamente seus conflitos.

A proposta então seria que o profissional “falasse” com a criança em sua linguagem, para que as interpretações fossem feitas no próprio brincar e assim teriam mais efeito no psiquismo da criança, melhorando sua vida social, emocional e intelectual. Tendo como objetivo que a criança através do brincar, domine a angustia que a aflige e que pode lhe causar sofrimento, por meio do brincar elas dominarão seus medos instintivos e perigos internos, sendo para a criança um meio natural de se libertar de sentimento e problemas, do mesmo modo como nós adultos fazemos através da fala.

O que é ludoterapia

A Ludoterapia infantil é um método para ajudar e acolher crianças com algumas demandas emocionais, no qual, o processo terapêutico é feito de maneira lúdica, com a utilização de jogos, brinquedos, livros, desenhos. Dessa maneira, o terapeuta vai conhecer aos poucos e terá oportunidade de acessar o mundo interno da criança, pois é através do brincar que a criança da sentido aos seus conflitos internos, compreende suas emoções e caminha para a constituição de um indivíduo mais integrado. No mundo lúdico, o brinquedo vai auxiliar a criança na reconstrução de elementos da sua realidade, o brinquedo estimula a representação, um objeto na qual a criança estabelece relações.

No processo de Ludoterapia é muito importante a presença de alguns brinquedos, mesmo a criança tendo a liberdade para escolher com o que deseja brincar em cada sessão, o profissional deve oferecer um leque de possibilidades para que a brincadeira aconteça e que a criança se sinta a vontade para brincar.

Entre alguns brinquedos que podemos encontrar em uma sala de Ludoterapia estão, a família lúdica pedagogia ou pode ser chamada de família terapêutica, na qual a criança consegue simbolizar sua família, situações do seu cotidiano, os fantoches ou dedoches, são muito interessantes também, a utilização de brinquedos mais educativos, de encaixe, bonecas, animais domésticos e selvagens, mobiliários, compras de supermercado, alimentos no geral; tintas, material gráfico, para que as crianças usem sua imaginação e possam projetar algumas coisas e para crianças um pouco mais velhas, pode ser utilizados jogos em geral, como os de tabuleiros, todos estes itens e tanto outros que não foram citados são itens básicos para o atendimento de crianças no processo de Ludoterapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *