Dominós e Suas Várias Formas de Jogar e Educar Deixe um comentário

Um jogo tão antigo, mas ainda tão presente, que de geração em geração, foi evoluindo e ganhando novos adeptos, modelos e formas de jogar.

Com certeza você deve ter aprendido jogar dominó com um avô, um tio ou alguém da família.

Dos avós para os netos

Com certeza você deve ter aprendido jogar dominó com um avô, um tio ou alguém da família.

Desde que foi criado, o hábito de jogar dominó, vem persistindo por gerações, resistindo firme e forte até os dias de hoje, seja por diversão ou pela prática do esporte. Suas pecinhas bicolores, na sua maioria preta e branca, talvez não sejam tão interessantes à primeira olhada, mas, basta jogar uma partida que tudo muda e o jogo pode ficar muito divertido e emocionante.

De onde eles vieram?

Por ser um jogo muito antigo, fica difícil precisar quando e onde ele surgiu.

A teoria mais aceita é que o dominó teria sido criando na China por um soldado chamado Hung Ming entre 243 a 181 a.C. e suas peças eram semelhantes ao baralho (que também é invenção dos chineses), chamadas de “cartas pontilhadas”.

No ocidente, só se tem registros do jogo de dominó por meados do século XVIII, onde o jogo era usado como passatempo nas cortes de Nápoles e Veneza. Foi introduzido na Inglaterra pelos prisioneiros franceses, mas alguns estudiosos sustentam até que, por ser extremamente simples, o jogo tenha surgido simultaneamente em várias partes do mundo, como o jogo da velha.

É muito provável que o nome dominó tenha surgido da expressão latina “domino gratias” que significa “Graças a Deus”, dita pelos padres europeus enquanto jogavam. Atualmente o dominó é jogado em quase todos os países, mas principalmente na América Latina.

O jogo

Acredita-se também que o dominó tenha se originado através de uma extensão do jogo de dados.

O jogo é formado por peças retangulares, onde uma de suas faces é divida em dois quadrados que são preenchidos por valores numéricos marcados por pontos de 0 a 6 ou deixados em branco. Na versão europeia do jogo, existem 7 peças a mais do que na versão chinesa, totalizando 28 peças.

Muito simples, o dominó tradicional pode ser jogado por 2,3 ou 4 participantes. Depois de embaralhada as peças cada jogador escolhe 7 pedras e as que sobrarem ficam em um monte para compra, ou seja, se o outro jogador não perder a vez, o oponente deverá comprar até que encontre uma peça que ele consiga usar. Cada peça só pode ser ligada a outra de mesmo valor numérico. Começa o jogo quem possuir a peça 6×6, chamada de sena, dobre ou duble. O objetivo do jogo é ficar sem nenhuma peça na mão.

Existem muitas variações e derivações do jogo como por exemplo:

  • O Matador – o objetivo não é combinar o dominó com um número igual ao da ponta, mas jogar um número que totaliza 7 quando adicionado a um final.
  • O Muggins – o objetivo é fazer a soma dos números das pedras das extremidades totalize um múltiplo de 5.

Jogo ou decoração

Um jogo tão tradicional, os dominós muitas vezes se tornam objeto de decoração e de colecionadores.

Seu formato pequeno, plano e retangular permite que ele seja fabricado de vários materiais como:

  • Madeira;
  • Osso (Marfim);
  • Pedra sabão;
  • Plástico;
  • Acrílico;
  • Mármore e Granito;

Nas versões mais luxuosas, como o mármore e granito, geralmente encomendada por colecionadores, chegam embaladas em caixas personalizadas em veludo, se tornando um valioso objeto de decoração.

Usando o dominó na aprendizagem

O dominó é um jogo que utiliza bastante o raciocínio lógico e atenção e é muito indicado para as crianças e adolescentes para exercitar a mente. Ele segue uma regra básica: exige a conexão sucessiva das peças pelas partes com indicações iguais, possibilitando o trabalho de compreensão das crianças durante o jogo e facilitando a aprendizagem de conceitos matemáticos e principalmente conceitos de igual e diferente. Ao jogar, as crianças elaboram estratégias e criam sua própria linguagem auxiliando no cumprimento das regras (ex: combina ou não combina).

Os dominós mais comuns trabalhados na Educação Infantil são:

Jogar dominó é muito divertido  e acrescenta  muito aprendizado para as crianças, além de que cria a chance do pais passarem um tempo de qualidade com seus filhos, desenvolvendo e aperfeiçoando habilidades de falar, ouvir, pensar e desenvolvimento da coordenação fina e grossa.

Agora que já sabemos tudo sobre o dominó é só reunir a família e começar a diversão!

Gostou deste artigo? Conte-nos nos comentários! Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta